Boletim

Rentabilidade

O ano de 2015 começou com uma rentabilidade muito boa para a renda fixa (2,38%), consequência do momento econômico, com baixo crescimento do país, inflação alta e aumento da taxa de juros.

Na renda variável, iniciamos o ano com forte queda (-5,38%). Porém, no mês de fevereiro, o segmento se recuperou, o mercado de ações brasileiro subiu mais de 9%, impulsionado pela alta liquidez global (injeção de dinheiro na economia mundial).

A recuperação parcial do preço internacional do petróleo foi o motivo principal da melhora, após 7 meses de queda. Podemos pontuar como destaques as ações de bancos, cujo setor subiu mais de 12%.

Começamos a aplicar no mês de fevereiro em Investimentos no Exterior para os perfis Moderado e Agressivo. Esse segmento foi aprovado pela Diretoria Executiva e Conselho Deliberativo da RaizPrev para a Política de Investimentos de 2015, com a finalidade de diversificar e melhorar a relação risco retorno.

Com relação aos resultados dos perfis de investimento:

  • Conservador – resultado muito bom no mês de janeiro, com uma rentabilidade de 2,38%. No mês de fevereiro, o resultado foi de 0,37%. Sendo assim, no acumulado do ano, o perfil apresenta um ganho de 2,78%.
  • Moderado – rendeu 1,23% em janeiro e em fevereiro, com o bom desempenho no mercado de ações que favoreceu os perfis mais arriscados, a rentabilidade foi de 1,52%, fechando o acumulado do ano com um ganho de 2,77%.
  • Agressivo – o perfil sofreu maior exposição no mercado de ações brasileiro no mês de janeiro (-0,71%), mas em fevereiro o resultado foi beneficiado pelo bom desempenho da renda variável (3,46%), e apresenta no acumulado do ano uma rentabilidade de 2,72%.

Fonte: Dados RaizPrev

Voltar